Logo Lopestur Transportes

DESTINOS

Morrinhos/GO

Morrinhos é um município brasileiro do interior do estado de GoiásRegião Centro-Oeste do país. O nome Morrinhos foi escolhido para identificar o município, devido a existência de três acidentes geográficos na região: Morro do Ovo, Morro da Cruz e Morro da Saudade. Sua população, conforme estimativas do IBGE de 2018, era de 45 716 habitantes. A distância de Morrinhos até Goiânia (capital do estado de Goiás) é de 128 km, 184 km de Anápolis, 336 km de Brasília (capital federal) e 56 km de Caldas Novas.

A maior vocação econômica de Morrinhos está centrada nas atividades rurais. E foi assim desde o início de seu povoamento, por volta do século XVIII, quando os primeiros desbravadores e colonos - mineiros e paulistas - ali se estabeleceram, dedicando-se à criação de gado e ao cultivo de lavoura. Hoje a agropecuária, com cerca de 2 mil produtores, é responsável por 53% de geração de divisas do município. Além da agropecuária, a economia da região é integrada pelo setor industrial.

Fonte Wikipédia

Você pode parcelar em até 3x

Viaje com a Lopestur.

Nova Rosalândia/TO

Nova Rosalândia é um município brasileiro do estado do Tocantins. Localiza-se a uma latitude 10º34'00" sul e a uma longitude 48º54'51" oeste, estando a uma altitude de 255 metros. Sua população estimada em 2009 era de 3.956 habitantes. Possui uma área de 490,295 km².

No segmento agricultura, são plantados arroz, milho, soja, feijão, entre outros grãos. Se destaca na produção do pequi e é considerada A Capital Tocantinense do Pequi. A pecuária se destaca com a criação de bovinos, suínos e aves. O município possui cerca de 48 estabelecimentos comerciais, entre eles supermercados e posto de gasolina. No setor da educação, o município possui quatro escolas de 1º e 2º graus.

Nova Rosalândia tem em sua sociedade civil organizada Associação de Moradores de Nova Rosalândia, Associação de Produtores e Beneficiadores de Mandioca, Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Saúde, Conselho de Defesa da Criança e do Adolescente, além do programa Pioneiros Mirins.

Como muitas cidades tocantinenses, Nova Rosalândia surgiu em decorrência da construção da BR-153, sendo fundado no ano de 1972. Na época, os primeiros habitantes de Rosalândia do Norte, era assim que se chamava o distrito que pertencia ao município de Cristalândia - GO, se dirigiram para aquele local em função do projeto do traçado da rodovia que por lá passaria, mas, devido à mudança no projeto, essas famílias formadas em geral por comerciantes, acompanharam o acampamento da empresa construtora da obra.

O novo lugar escolhido para o acampamento e já em local definitivo a margem da BR- 153 passou por vários pseudo-denominações que foram: Troca Tapa, Vitória do Norte e finalmente passou a chamar Nova Rosalândia em razão de já existir a Vila de Rosalândia do Norte, que recebera este nome pelo senhor Otacilio Marques Rosal, então prefeito da cidade de Cristalândia, e foi daí que originou o seu nome, Rosal = Rosalândia, acrescido de do Norte, por estar no norte de Goiás.

Porém com a construção da primeira escola, na localidade, surgiram as primeiras pessoas lutando pela emancipação do novo povoado. Esta emancipação somente aconteceu 1988, através da Lei de criação no 10.443 de 12 de janeiro de 1988, na gestão do então Governador Henrique Santillo desmembrando-se território dos municípios de Cristalândia, Porto Nacional e Fátima.

Com a emancipação, Rosalândia do Norte passou a se chamar Rosalândia, posteriormente mudou para Rosalândia Velha e atualmente foi alterado para Rosalândia do Tocantins, mas perdeu a condição de vila, não para se transformar em sede do município e sim rebaixado a um simples povoado distante 12 km da sede, fato que deixou a população sem identidade. A luta pela emancipação foi em vão, o território do distrito se emancipou de Cristalândia em 1988, mas Rosalândia do Norte não se tornou a sede. O mito de que a cidade deveria ficar às margens de uma rodovia, a BR-153, não é relevante, pois a rodovia TO-255 corta o povoado de Rosalândia do Tocantins, antigo distrito de Rosalândia do Norte.

Fonte Wikipédia

Você pode parcelar em até 3x

Viaje com a Lopestur.

Palmeira das Missões/RS

Palmeira das Missões é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Sul.

Palmeira das Missões é um município que cultiva as tradições gaúchas. Confirmando isso, há na cidade o evento chamado Carijo da Canção Gaúcha, Também é um dos maiores festivais de música nativista do Rio Grande do Sul.Palmeira das Missões é também conhecida como a terra da erva mate, onde se encontram vários produtores de erva e o povo Palmeirense cultiva essa tradição do chimarrão.

 

Jesuítas chefiados pelo Padre Francisco Jimenes e sob orientação dos padres-mártires, Roque Gonçalves, Juan de Castilhos e Affonso Rodrigues, fundaram próximo ao arroio Góes a redução de Santa Tereza, mais tarde violentamente destruída pelos mamelucos paulistas. Daí em diante, por largo espaço de tempo, a história se obscurece, até a fundação dos Sete Povos, quando vieram índios das Missões Orientais e instalaram-se no local, tendo por finalidade a extração e o comércio da erva-mate nativa, com o porto de Buenos Aires.

Com o desaparecimento das Missões em conseqüência do Tratado de Madri (1750), o gado remanescente se multiplicou nos campos missioneiros, transformando-se em riqueza fabulosa o que atraiu a cobiça dos tropeiros e comerciantes paulistas, que se assenhoreavam das terras, ali construindo suas estâncias.

Entre outros pertencentes a esse ciclo de conquistas, estava o Alferes, depois Brigadeiro Atanagildo Pinto Martins, que penetrando no território pelo Passo do "Goyo-En", na altura de Nonoai, encontrou um começo de povoamento no local onde atualmente se ergue a cidade de Palmeira das Missões. Tudo faz crer que esse fato tenha ocorrido em 1815. Sete anos depois, Fidélis Militão de Moura foi designado pelos poderes provinciais para ser primeira autoridade legal da terra. Em 1824, entre os moradores mais antigos, estava o Tenente-Coronel Joaquim Thomaz da Silva Prado, membro de ilustre família paulista, que trouxe sua mulher, seus filhos e mais de 100 escravos.

Em terreno ofertado por Francisco Pinheiro da Silva iniciou-se, em 1850, a construção da Capela de Santo Antônio, que o Major Antônio Novaes Coutinho tomou o encargo de construir no lugar denominado Vilinha, mais tarde, Vilinha de Palmeira. Chamou-se, depois, Santo Antônio da Palmeira, Palmeira e, finalmente Palmeira das Missões.

Fonte Wikipédia

Você pode parcelar em até 3x

Viaje com a Lopestur.

Palmitos/SC

Palmitos* é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localizado na Microrregião de Chapecó e na Mesorregião do Oeste Catarinense, estando a uma altitude de 406 metros. Sua população é de 16.050 habitantes, segundo o último censo do IBGE 2010.

As principais atividades econômicas são a bovinocultura de leite, produção de suínos e aves, a atividade agrícola voltada à produção de grãos, destacando-se o milho, o soja e o feijão. Palmitos tem a segunda maior bacia leiteira do estado de Santa Catarina. No município está a sede da Cooperativa A1, a mais antiga rede de cooperativas do estado.

Fonte Wikipédia

*Cidade atendida pela Lopestur com conexão

Você pode parcelar em até 3x

Viaje com a Lopestur.

Panambi/RS

Panambi* é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Sua população estimada em 2018 foi de 43.170 habitantes. Possui uma área de 491,48 km². Situa-se no Planalto Rio-Grandense.Sua população é de maioria descendente de alemães e Italianos Possui um campus da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, cuja reitoria se localiza em Ijuí. Em 2010, recebeu campus do Instituto Federal Farroupilha, com investimentos na ordem de R$ 5 milhões em prédios para a instalação de quatro cursos superiores gratuitos.

O município é conhecido pelas alcunhas de "Cidade das Máquinas" e "Vale das Borboletas Azuis". "Cidade das Máquinas" foi um cognome recebido em 1945, devido ao fato de Panambi ser o terceiro maior pólo metal-mecânico do Rio Grande do Sul.

Fonte Wikipédia

*Cidade atendida pela Lopestur com conexão

Você pode parcelar em até 3x

Viaje com a Lopestur.

Paraíso do Tocantins/TO

Paraíso do Tocantins é um município do estado do Tocantins na Região Norte do Brasil, ou seja região 1. Situada no Vale do Araguaia, Macro região 19, micro região 104, Paraíso do Tocantins é o portal de entrada para as belezas naturais da Região dos Lagos e a Ilha do Bananal, estando a 63 km de Palmas capital do Estado do Tocantins e a 798 km de Goiânia.

Paraíso do Tocantins está as margens de um dos quatro mais importantes modais rodoviários do Brasil que é a BR-153 (Belém-Brasília), com mais de 4.500 km de extensão, ligando o Norte ao Sul do Brasil até a cidade de Aceguá - RS, ligando também a cidade de Montevidéu, Capital do Uruguai.

A própria sede do município tem seus pontos turísticos, como a vista panorâmica da Serra do Estrondo, estando localizada a 60 km do Rio Tocantins a Leste e a 200 km do Rio Araguaia a Oeste. Além do turismo a cidade possui uma forte economia que pulsa centrada na Agropecuária e Comércio, estando entre as cinco maiores do Estado.

O município também encontra-se a cerca de 30km do pátio multimodal da Ferrovia Norte Sul no município de Porto Nacional, com acesso pela TO-080 que liga o município à capital Palmas, possuindo uma das melhores logísticas do Tocantins.

Fonte Wikipédia

Você pode parcelar em até 3x

Viaje com a Lopestur.

O seu navegador está desatualizado!

Atualize o seu navegador para ter uma melhor experiência e visualização deste site. Atualize o seu navegador agora

×